Camões

Centro de Língua Portuguesa


Cidade da Praia - Cabo Verde

[1999 - 2020]

Fundação Fé e Cooperação (FEC):  Gestor de Projeto -  KUMPU TERA DI MININESA: Boa Governação Para a Proteção Social Da Criança - Fase II (Bissau, Guiné-Bissau)

[Fluência em português e bons conhecimentos de inglês e/ou francês]

 

A Fundação Fé e Cooperação (FEC), instituição com estatuto de utilidade pública, é uma Organização Não Governamental para o Desenvolvimento (ONGD), reconhecida pelo Ministério Português dos Negócios Estrangeiros e pela União Europeia (UE). Conta com financiamentos da Cooperação Portuguesa, Fundação Calouste Gulbenkian e de organismos internacionais, como União Europeia, UNICEF, CAFOD, Misereor, Kindermissionswerk, entre outros. A FEC foi criada pela Igreja Católica em 1990. Atua em Angola, Guiné-Bissau, Moçambique e Portugal, apoiando ainda projetos noutros países lusófonos. Nestes países, pauta-se pela missão de "promover o desenvolvimento humano integral através da cooperação e solidariedade entre pessoas, comunidades e Igrejas".

 

O KUMPU TERA DI MININESA: Boa Governação Para a Proteção Social Da Criança - Fase II pretende dar continuidade, reforçar e consolidar a intervenção preconizada no projeto Kumpu Tera di Mininesa, implementado entre 2015 e 2019, dando particular relevo à potencialização da articulação entre as autoridades estatais e organismos da sociedade civil na área da proteção e direitos da criança, para alem de reforçar a recolha, sistematização e leitura de dados que permite advogar áreas cinzentas e desprotegidas ligadas as crianças. Também incide no fortalecimento das dimensões em gestão organizacional, financeira, comunicação e advocacia das organizações da sociedade civil concretamente a dimensão de gestão e elaboração de projetos. Este projeto resulta da parceria entre FEC e a Caritas Bissau, com a participação do Ministério da Mulher, Família e Coesão Social, e com o apoio da Misereor.

 

Neste projeto centrar-se-á no diálogo institucional entre organizações da sociedade civil e entidades estatais reforçado para a implementação de políticas públicas na área de proteção social da criança, na capacitação das equipas técnicas da Caritas Guiné-Bissau na qualidade de prestação de serviço de proteção social da criança e na sua capacidade de monitorização de dados ligados a esta área e na promoção e sensibilização das comunidades quantos aos direitos e proteção da criança através do Centro de Recuperação Nutricional.

[...]

Conhecimento:

- Formação superior em Ciências Sociais e Humanas ou com experiência comprovada em funções similares;

- Conhecimento da metodologia de gestão de ciclo do projeto;

- Conhecimento de procedimentos administrativos e financeiros (preferencial);

- Fluência em português e bons conhecimentos de inglês e/ou francês;

- Microsoft Office.

 

Experiência:

- Experiência de trabalho em funções equivalentes, preferencialmente de 2 anos;

- Experiência de trabalho com organizações da sociedade civil;

- Experiência de trabalho com crianças em contexto vulnerável;

- Experiência de trabalho em países em desenvolvimento, em especial países africanos (mínimo de 1 ano).

 

Compromisso:

- Compromisso com a luta contra a pobreza;

- Compromisso com a filosofia de trabalho da FEC, nomeadamente a Doutrina Social da Igreja;

- Respeito pelo direito e valores internacionais que estão subjacentes à Declaração Universal dos Direitos Humanos e outros congéneres;

- Compromisso com a capacitação das instituições locais baseada no respeito mútuo e no princípio de parceria;

- Disponibilidade para viajar no país de intervenção, nomeadamente nas regiões previstas no projeto, ou outras, de acordo com as necessidades.

 

Termos de Referência | Formulário de Candidatura

Candidaturas até 10 de julho de 2020