Camões

Centro de Língua Portuguesa


Cidade da Praia - Cabo Verde

[1999 - 2021]

Camões – Centro de Língua Portuguesa na Cidade da Praia| Proposta elaborada por Djamilsa Cilene Lopes

VISAMAR – Roteiros para a leitura da obra de Eugénio Tavares

wordcloud sonho

Partindo

Triste, por te deixar, de manhãzinha
Desci ao porto. E logo, asas ao vento,
Fomos singrando, sob um céu cinzento,
Como, num ar de chuva, uma andorinha.

 

Olhos na Ilha eu vi, amiga minha,
A pouco e pouco, num decrescimento,
Fugir o Lar, perder-se num momento
A montanha em que o nosso amor se aninha.

 

Nada pergunto; nem quero saber
Aonde vou: se voltarei sequer;
Quanto, em ventura ou lágrimas, me espera.

 

Apenas sei, ó minha Primavera,
Que tu me ficas lagrimosa e triste,
E que sem ti a Luz já não existe.


Eugénio Tavares, Poesia Contos Teatro, Biblioteca Nacional de Cabo Verde, 2.ª edição, p.13



1. Explique os seguintes passos do Texto B:

(a) “Desci ao porto. E logo, asas ao vento [...] ” (v.2)

(b) “Olhos na Ilha eu vi, amiga minha/ A pouco e pouco, num decrescimento [...] ” (vv.5 e 6)

2. Mostre que a hipérbole é um recurso que consolida a mensagem do sujeito poético neste passo: “E que sem ti a Luz já não existe”.

3. Evidencie o valor da dupla adjetivação no segundo verso da última estrofe.

4. Reflita sobre o uso do gerúndio no título, no soneto de Eugénio Tavares. 

 

Visamar - Roteiros para a Leitura da Obra de Eugénio Tavares| Coordenação: Camões, I.P.| Mariana Faria| 2019