Camões

Centro de Língua Portuguesa


Cidade da Praia - Cabo Verde

[1999 - 2019]

CPLP: Diretor-geral da CPLP assume funções

 

O cargo de Diretor-geral da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) foi assumido pelo embaixador são-tomense Armindo de Brito Fernandes, numa cerimónia realizada no dia 10 de fevereiro de 2020, na sede da CPLP, contando com as presenças do Secretário Executivo, embaixador Francisco Ribeiro Telles, e os representantes permanentes dos Estados-membros da Organização Internacional.

 

Natural de São Tomé e Príncipe, é mestre em Direito Internacional pela Universidade Estatal de Kiev (1989).

 

Experiência Profissional:

Fevereiro 2020 - Diretor Geral da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP);
2013-2019 - Embaixador do Quadro de Carreira Diplomática do Ministério dos Negócios Estrangeiros, Cooperação e Comunidades e Coordenador do Gabinete de Apoio ao Ordenador Nacional do Fundo Europeu do Desenvolvimento de São Tomé e Príncipe e Gestor Orçamental;
2011-2012 - Coordenador do Gabinete Jurídico e de Tratados do Ministério dos Negócios Estrangeiros, Cooperação e Comunidades;
2010-2011 - Secretário-geral do Ministério dos Negócios Estrangeiros e Comunidades;
2009-2010 - Diretor dos Assuntos Políticos e Económicos Internacionais do Ministério dos Negócios Estrangeiros, Cooperação e Comunidades;
2004-2009 - Embaixador Extraordinário e Plenipotenciário de São Tomé e Príncipe em Angola;
1998-2003 - 1º Secretário e Encarregado de Negócios da Embaixada de São Tomé e Príncipe no Reino da Bélgica e Chefe da Missão Diplomática de São Tomé e Príncipe junto à União Europeia e aos organismos do Sistema das Nações Unidas na Europa;
1997-1998 - Coordenador da Unidade de Execução Nacional de Projetos (UNEX);
1995-1997 - Diretor de Gabinete do Ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação;
1991-1993 - Coordenador do Gabinete Técnico da Secretaria de Estado da Cooperação e Desenvolvimento e Assistente do Ordenador Nacional do FED;
1989-1991 - Técnico de Formação Superior na Direção da Cooperação Bilateral do Ministério da Cooperação.

 

O Secretário Executivo é auxiliado nas suas funções pelo Diretor-geral, recrutado entre os cidadãos nacionais dos Estados-membros, mediante concurso público, pelo prazo de três anos, renovável por igual período. O Diretor-geral é o responsável, sob a orientação do Secretário Executivo, pela gestão corrente, planeamento e execução financeira, preparação, coordenação e orientação das reuniões e projetos ativados pelo Secretariado Executivo da CPLP.

 

Os Estatutos fixam, desde a Cimeira de Bissau, em 2006, a existência de um Diretor-geral, sendo que o cargo de Secretário Executivo Adjunto cessou com a nomeação de Hélder Vaz Lopes, em janeiro de 2008. Georgina Benrós de Mello foi a Diretora-geral da CPLP, iniciando funções em fevereiro de 2014.

 

Aceda a informação adicional, em linha, em: https://bit.ly/2Hdqme3